Como Comprar Imóvel na Planta + 7 dicas para um bom negócio

10 minutos para ler

Um dos seus planos para este ano é comprar um imóvel?

Então, antes de sair pesquisando por aí, você já precisa fazer uma escolha entre investir em algo que já está pronto ou então comprar imóvel na planta.

A segunda opção costuma gerar algumas dúvidas nos compradores, afinal, o processo é um pouco diferente e você paga por algo que ainda não está pronto.

Isso não significa problemas, porém, antes de tomar uma decisão importante como essa, é preciso entender um pouco mais.

Este é justamente o objetivo deste artigo: fornecer para você as informações indispensáveis para entender como funciona a compra de um imóvel na planta.

Entenda a seguir quais são as vantagens e riscos dessa compra e algumas dicas para acertar em cheio na sua escolha.

Como funciona a compra de um imóvel na planta?

como-comprar-imovel-na-planta

Quando você compra um imóvel na planta, sua atuação é basicamente a de um investidor.

A construtora ou incorporadora imobiliária usa os recursos vindos das parcelas pagas pelos compradores para financiar a própria obra.

O processo é um pouco diferente da compra de um imóvel pronto, já que a obra ainda não está pronta.

O comprador passa a fazer uma espécie de investimento a longo prazo, sendo que o fruto desta aplicação (que é o imóvel em si) chegará em suas mãos depois de um tempo.

Essa modalidade é muito comum entre pessoas que investem no mercado imobiliário, como também por aquelas que buscando a corriqueira valorização que o imóvel recebe após ser finalizado.

Outra diferença está localizada no vendedor.

Em imóveis prontos, é comum que o vendedor seja uma pessoa física, um proprietário, contudo, os imóveis vendidos na planta são comercializados exclusivamente por construtores e por imobiliárias parceiras.  

Quais são as vantagens de comprar imóvel na planta?

A principal vantagem de comprar um imóvel que ainda não está pronto é seu potencial de valorização.

Para atrair investidores que financiarão a obra, as incorporadoras oferecem as unidades em construção por um preço mais vantajoso, que pode ser 20, 30 ou até 40% menor do que o valor de venda após o fim das obras.

Essa característica chama a atenção de pessoas que buscam uma solução mais econômica para sair do aluguel e também daquelas que trabalham no mercado imobiliário, com compra e venda de imóveis para obter lucros

Planejamento financeiro facilitado para o comprador

Para comprar um imóvel pronto, você deve pagá-lo à vista.

Na verdade, o mais comum é que as pessoas façam um financiamento imobiliário,

ou seja,

o bem é pago à vista pela empresa que oferece o financiamento e o comprador passa a pagar para esta empresa pelo seu imóvel.

A grande questão é que financiamentos têm algumas regras que podem dificultar o acesso, como a análise do perfil de renda e a exigência de uma entrada pesada, que pode chegar a 30% do valor do imóvel.

Quando você compra na planta, a negociação com a incorporadora é um pouco mais flexível.

Os planos de pagamento são diluídos em diversas parcelas.

Além disso, o tamanho do investimento inicial pode acarretar em um desconto proporcional, que é uma espécie de contrapartida dada pela incorporadora frente ao seu investimento. 

Imóvel novo, sem despesas e com o que há de mais moderno

imovel-novo-financiar-imovel-planta

Imóveis mais antigos podem ter um preço de venda atrativo frente aos imóveis novos.

Contudo, nem sempre eles estão em bom estado de conservação e os problemas podem surgir a qualquer momento.

Quando isso acontece, o novo dono tem que arcar com manutenção e melhorias antes da mudança, algo que pode sair caro, atrapalhar a mudança e até gerar mais um mês de aluguel até a obra ficar pronta.

Um imóvel novo não oferece esses riscos e ainda traz um outro benefício interessante: o uso de materiais e técnicas de construção modernos.

Isso significa menos problemas nas instalações elétricas e hidráulicas, além de ter impactos muito positivos sobre a própria arquitetura do imóvel e uso do espaço útil dele.  

Possibilidade de customização

Imagine que você está interessado em um imóvel, mas quer derrubar a parede que separa as duas salas para criar um ambiente maior.

Se o imóvel está pronto, você não tem outra escolha a não ser fazer todos os procedimentos burocráticos de uma obra.

Agora, quando o imóvel está na planta, essa realidade muda.

O comprador pode debater com a construtora algumas modificações em sua planta, permitindo que o imóvel seja construído do jeito que ele quer e sem precisar de uma nova obra após a entrega das chaves.

Essa possibilidade de customização reduz as despesas futuras com alterações e permitem que o comprador receba o imóvel do jeito que ele sonhou desde o começo.

Algumas construtoras permitem que os compradores escolham até mesmo cores das paredes e detalhes do imóvel antes da entrega!

Menos burocracia e mais segurança para o comprador

menos-burocracia-comprar-imovel-planta

Como o imóvel é novo, o comprador não precisa se preocupar com a papelada de transferência e registro de propriedade.

Com isso, a compra se torna menos burocrática e com despesas cartorárias reduzidas. 

Além de ser mais ágil, a compra é mais segura.

A aquisição de um imóvel que pertence a outra pessoa pode ser cancelada por razões jurídicas, civis, contábeis e até mesmo criminais.

Quais são os riscos de comprar imóvel na planta?

Agora, vamos falar sobre os pontos de atenção que você precisa conhecer antes de comprar um imóvel na planta:

banner catálogos de ofertas

Risco com a construtora

A empresa responsável pela construção pode gerar riscos para os compradores.

Esses riscos envolvem situações como:

  1. Falência
  2. Desvio de verbas
  3. Superfaturamento

Para evitar esse risco, é preciso conhecer bem a empresa e optar por obras que sejam realizadas por instituições que gozam de confiança do mercado.

Risco de atraso

Um apartamento na planta tem uma data para ficar pronto, mas diversos fatores podem atrasar a entrega e arruinar o planejamento do comprador.

Sempre tenha em mente que atrasos podem acontecer.

E os motivos são diversos:

desde uma semana de chuvas intensas que atrapalham alguma fase de construção, até problemas com fornecedores de materiais, ou mesmo com a prefeitura da cidade.

Risco de desvalorização

Por mais que a tendência seja de valorização, o cenário oposto também pode acontecer.

Imagine que você comprou um imóvel próximo à uma área florestada, mas, durante o tempo de construção do imóvel, essa área foi devastada e deu lugar à uma fábrica de produtos químicos.

Pronto, a região em que você apostou agora está sofrendo uma desvalorização devido à chegada da fábrica, e você não tem o que fazer em relação a isso.

Para evitar problemas como esse, sempre pesquise as melhores regiões e evite compra de imóveis em locais onde você não conhece. 

Risco de desistência

A construtora tem o direito de desistir da obra até um determinado período após o início das vendas.

Esse direito é previsto por lei e resguarda essas empresas de erguerem imóveis que não despertam o interesse do mercado, o que gera grandes prejuízos.

Em casos como esses, a construtora devolve o dinheiro do investidor, porém, há chances desse retorno ser menor do que o investimento, já que alguns custos operacionais foram pagos com o dinheiro do investimento. 

7 dicas gerais para fazer um bom negócio

Veja abaixo algumas dicas para fazer um bom negócio ao comprar um imóvel na planta:

1 – Pesquise sobre as construtoras

Assim, você poderá reduzir os riscos no investimento.

2 – Planeje-se para gastar um pouco mais do que o previsto

Sempre existem reajustes de valores e isso precisa fazer parte do seu cálculo

3 – Desconfie de ofertas imperdíveis

e que oferecem imóveis a preços mais baixos do que o comum.

4 – Verifique toda a documentação da obra

E, se possível, confira todas as informações com um especialista (sua imobiliária) para fugir de enrascadas.

5 – Organize sua vida financeira

Antes de comprometer sua renda com as parcelas do imóvel, analise a possibilidade de quita-las.

6 – Cuidado com a versão decorada!

Nem sempre seu apartamento vai ficar igual a maquete. Lembre-se que aquilo é uma montagem, uma projeção.

7 – Acompanhe sempre a construção

E sempre fique em contato com a sua imobiliária.

É possível financiar um imóvel na planta?

financiar-comprar-imovel-planta

Sim, é possível financiar um imóvel na planta!

Essa compra é dividida em dois momentos: antes e depois que o proprietário recebe as chaves do imóvel.

Enquanto as obras são feitas, algo que leva, em média, de 2 a 3 anos, o comprador só paga pela entrada e pelas parcelas iniciais do imóvel.

Em linhas gerais, a compra na planta permite financiamento de um terço do valor total do imóvel enquanto ele está sendo construído.

Nesta modalidade, se você comprar um apartamento de R$ 600 mil, será possível financiar 200 mil para a entrada.

Os outros R$ 400 mil serão pagos parceladamente após a entrega das chaves. 

Esse primeiro terço do valor pago na entrada pode ser diluído em parcelas mensais e até mesmo trimestrais, sendo que uma última parte é paga justamente quando chega o momento de receber as chaves do imóvel.

Isso não acontece em imóveis prontos.

Em muitos casos, a entrada precisa ser dada de uma só vez, com isso, o comprador precisa ter muito mais dinheiro em caixa de uma só vez, algo que pode ser um impeditivo.

Depois que as chaves são entregues, o comprador pode escolher entre pagar à vista ou financiar o restante do valor (a escolha pode ser feita logo no começo também, no momento de assinar o contrato). 

Vale a pena comprar imóvel na planta?

A resposta depende dos seus planos econômicos.

Existem alguns riscos e vantagens, e cabe ao comprador avaliar os casos, com auxílio de uma imobiliária de confiança

Contudo, se levarmos em consideração as chances de valorização, os menores preços e as condições mais flexíveis de pagamento, é possível dizer que comprar na planta é um excelente negócio.

Mas, para não errar, siga as dicas, verifique a qualidade do trabalho da construtora e analise bem as ofertas.

Esse processo de pesquisa é fundamental para evitar problemas futuros e facilitar a sua escolha, evitando obras problemáticas e empresas pouco idôneas. 

Gostou das informações vistas aqui?

A ideia é ajudar você a fazer bons negócios, evitar furadas e garantir um bom negócio para seu bolso e toda sua família! 

Se quiser conhecer mais dicas e informações importantes sobre o mercado imobiliário, não deixe de acompanhar o nosso blog.

E se você está de olho nas oportunidades de mercado e buscando sair do aluguel, aqui vai uma dica:

Confira esse texto e descubra como é fácil fazer o financiamento de um apartamento, um sonho de muitos de nossos leitores.

Posts relacionados

Deixe um comentário