Casas inteligentes: O que são, vantagens e dispositivos necessários

7 minutos para ler

Sistemas avançados de automatização que facilitam a vida dos moradores. Essa é a lógica que envolve o conceito de casas inteligentes, movimento que deixou de fazer parte de filmes futuristas e já é realidade no Brasil. 

Mas como esse sistema funciona na prática? 

Também conhecidas como smart houses, essas residências unem praticidade, segurança e conforto em soluções que estão um toque do seu celular. 

Já pensou acionar o ar-condicionado da sua casa por um aplicativo? Dispensar as chaves e entrar em casa pela sua digital? Ter uma geladeira que gere lista de compras automáticas?

Esses são apenas alguns dispositivos para casas inteligentes que já integram a rotina de muitas famílias. 

Quer saber mais sobre como funcionam essas soluções? Neste artigo veja os benefícios de ter uma casa inteligente, o cenário desse sistema no Brasil e quais são os exemplos mais interessantes disponíveis no mercado hoje. 

Casas inteligentes: o que são e como funcionam?

As casas inteligentes são imóveis que reúnem dispositivos conectados à internet. 

Segundo a Coldwell Banker, rede de franquias imobiliárias dos Estados Unidos que criou alguns critérios para definir o que são casas inteligentes, a residência precisa ter, pelo menos, dois dos seguintes itens: refrigeradores inteligentes, smart TVs, sistema automatizado de alarme, climatização ou iluminação automatizadas.

O grande objetivo desses sistemas é não só facilitar a rotina dos moradores, mas oferecer maior controle e monitoramento sobre tudo o que acontece no local de forma remota. Ou seja: do seu celular ou tablet é possível controlar o que acontece na sua casa ou ainda programá-la. 

Onde surgiram as casas inteligentes e o cenário no Brasil

O que antes parecia integrar somente o pano de fundo de desenhos como Os Jetsons (1962), começou a se desenvolver a partir da década de 90. 

Entretanto, o cenário das smart houses ganhou força somente em meados de 2010, quando dados do Instituto Americano de Pesquisas indicavam até 1,5 milhão de sistemas autônomos de residências instalados nos EUA. 

No Brasil, as casas inteligentes ainda vivem um período de consolidação. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (Aureside), apenas 2% das residências são inteligentes por aqui. 

Pesquisa realizada pela consultoria GfK, porém, indica que 57% dos brasileiros consideram que a automação industrial trará impactos significativos em suas vidas nos próximos anos. 

Para se ter uma ideia, já existem construtoras brasileiras especializadas em projetar apartamentos inteligentes. Do quarto à cozinha, tudo pode ser automatizado.

3 benefícios de ter uma casa inteligente

1. Economia de energia 

A instalação de sistemas integrados de iluminação tem potencial de gerar economia dentro de casa. Pesquisas indicam que projetos relacionados ao consumo elétrico, por exemplo, proporcionam uma redução de 10% a 30% no gasto de energia.

Isso acontece porque além de ser possível ajustar a intensidade e potência dos sistemas, você também poderá ligar e desligar lâmpadas e outros equipamentos quando houver necessidade. 

Ao viajar, muitas famílias têm o hábito de manter as luzes acesas durante todo o período de ausência como forma de prevenção. 

Nesse caso, em vez de deixar as lâmpadas ligadas de forma desnecessária, você poderá programar os horários em que deseja ter a luz ligada. 

E o banho? Sim! 

Se você convive com pessoas que esquecem o tempo embaixo do chuveiro, poderá programá-lo para desligar depois de determinado período. 

banner_blogpost_-_novo_larPowered by Rock Convert

2. Controle e conforto

Um dos maiores benefícios das smart houses, sem dúvida, é o controle que você ganha mesmo longe da sua casa. 

Preocupações como “Desliguei a cafeteira?” “Será que o ventilador da sala ficou ligado?” ficam para trás. Com o sistema automatizado você pode verificar a situação de todos os dispositivos da sua casa a um toque. 

Outro ponto bem positivo é a programação

Já pensou poder acionar o ar-condicionado e chegar em casa com a casa já climatizada? Controlar a intensidade da iluminação? Ajustar as persianas pelo seu aplicativo conforme a iluminação solar? 

Todas essas opções estão ligadas a outra premissa das casas inteligentes: o conforto e o bem-estar. 

3. Segurança  

Alarmes com sensores de movimento e calor, monitoramento 24h a distância e portas que só abrem com a identificação de pessoas específicas são apenas um exemplo das tecnologias que propiciam mais segurança aos moradores.

Sistemas biométricos que dispensam chaves e até comandos de voz são outras facilidades encontradas por quem investe nesse tipo de tecnologia. 

Dispositivos para casas inteligentes

Muitas são as tecnologias que podem tornar a sua casa inteligente, prática e segura. Confira: 

Sistema de Alarme Residencial sem Fio

Para aqueles que procuram algo mais prático e funcional, existem alarmes residenciais sem fio que oferecem os tradicionais sensores de presença e de abertura de portas e janelas, além é claro, da opção de ser controlado pelo smartphone. 

Câmera IP Wi-Fi

Câmeras com Wi-Fi, visão noturna e gravação remota é uma das opções escolhidas por moradores que investem em smart houses para aumentar a segurança ou mesmo observar a rotina da casa. 

Banho econômico

Que tal ser avisado quando o banho está demorado demais? Já existem tecnologias disponíveis no mercado que avisam quando o consumo excedeu o limite e até interrompem o funcionamento do chuveiro. 

Fechadura por biometria

Se você é daquelas pessoas que sai para correr e não sabe onde colocar as chaves, perde o molho na bolsa ou, pior, esquece o objeto nos lugares, deve considerar essa tecnologia. 

As fechaduras digitais vieram para ficar e funcionam pela impressão digital das pessoas cadastradas. A tecnologia também permite que você libere a entrada de visitas a distância pelo smartphone. 

Geladeira

Geladeiras com recursos que ajudam seus donos a organizar as compras e se alimentar melhor já são uma realidade. Com tela touchscreen e aplicativos específicos, o equipamento sugere opções de cardápio e ainda é capaz de gerar lista de compras no smartphone. 

Controle da iluminação

Lembra quando falamos que as casas inteligentes permitem que você controle a intensidade da iluminação? Está disponível no mercado hoje um conjunto de lâmpadas que pode ser conectado em um único sistema consumindo até 80% menos de energia que as tradicionais. 

O pulo do gato? Você pode ter controle total sobre a intensidade e cores da luz emitida. Por meio do aplicativo é possível reproduzir as tonalidades conforme o seu humor do dia. 

Ah, é claro que outros sistemas, como acendimento de luzes por meio de sensores também trarão mais comodidade e economia para os ambientes. 

O futuro já chegou

Antes restrita a uma pequena parcela da população, agora a tecnologia das casas inteligentes começa a entrar com mais força no mercado e, por consequência, fica disponível a um preço um pouco mais acessível. 

Se você tem interesse não só em desfrutar da comodidade e conforto, mas também em valorizar o seu imóvel, considere investir em sistemas de automação residencial e tornar a sua casa uma smart house. 

Da iluminação ao controle de temperatura: tudo pode ser programado para oferecer o máximo em conforto, economia e segurança para a sua família.

Posts relacionados

Um comentário em “Casas inteligentes: O que são, vantagens e dispositivos necessários

Deixe um comentário